Qual a verdadeira função dos artistas cristãos no mundo?

Tempo de leitura: 3 minutos

Ser artista certamente não é fácil. Agora ser um artista cristão em meio um mundo totalmente decadente é mais difícil ainda, mas não impossível. Historicamente os artistas eram verdadeiros artesãos que produziam obras para determinado fim priorizando as técnicas necessárias e específicas para isso. Houve, no entanto, desde três séculos atrás uma mudança de visão para com os artistas e suas obras.

A arte passou a ser admirada independentemente da sua finalidade, como se ela própria a justificasse( via Rookmaaker, a Arte não precisa de Justificativa rs). Não estou dizendo que isso é certo ou errado, estou apenas informando como as coisas estão hoje, ok?

Você Quer Ler e Entender a Bíblia e ficar mais próximo de Deus?

Insira o seu melhor email abaixo e receba GRÁTIS um livro digital com dicas que vão te ensinar hoje, tudo passo-a-passo!

Hoje muitos cristãos tem uma certa repulsa com os artistas porque acreditam que ao invés de propagarem o evangelho, propagam seus próprios nomes. Outros, porém os idolatram. E outros ainda acreditam que a arte nada tem de relevante para o evangelho ou para a palavra de Deus, dessa forma não precisando nem ser colocada em pauta. Eu acredito que somos um corpo, sim o corpo de Cristo.

E acredito que quando a bíblia fala de um corpo também enfatiza que cada membro possui suas funções, algumas mais ocultas e que não chamam muito a atenção( mas super importantes), algumas mais notórias…porém todas agem em conjunto,e são interligadas de alguma forma.Uma pessoa que durante a vida desenvolve aptidões artísticas não poderia deixar isso de lado por “não ser relevante para o evangelho”, a música por exemplo influencia há gerações, deseperta emoções, toca pessoas.

Eu acredito que o mundo também produza músicas de qualidade, e que o meio “gospel” ás vezes não. E sabe por quê? Porque muitas vezes nós demonizamos tudo: nós dizemos que a Tv é do diabo, que o cinema é do diabo, que o rock é do diabo, e assim nós nos omitimos em fazer algo bom, de produzir arte de qualidade. Isso se encaixa também para cristãos que infelizmente são pouco incentivados como artistas plásticos, escritores, cineastas, atores, etc.

Um artista é um profissional como qualquer outro, ele depende disso para viver, e ama o que faz. Ao mesmo tempo ele recebe muita pressão pra fazer tudo o que faz em função das igrejas porque se não o faz ou se não está no meio gospel é  taxado de pecador e desviado ou de ter “vendido seu ministério”,enquanto que um médico cristão, um fisoterapeuta, um encanador, um professor não são obrigados a prestar serviços para as igrejas. Por quê? Qual a diferença?

A diferença é que na cabeça das pessoas os artistas são verdadeiros “deuses”, santos, inquestionáveis e que a sua arte só tem sentido se associada com o culto ou com o templo. Imagine que você  contrata um encanador cristão, e percebe que todos os serviços que ele faz desleixadamente são de má qualidade, você conseguiria dissociar essa conduta dele com a sua professa fé cristã?

Claro que não, porque na bíblia diz que tudo o que fizermos é para fazermos  de coração como ao Senhor, para a Glória dEle. Então o encanador não age corretamente em prestar um serviço de má qualidade. Assim é o artista Cristão, essa é a sua verdadeira função, fazer arte como para o Senhor, dando o seu melhor,independente se na…

música ele vai citar o nome de Deus ou não, e é lógico que assim ele influenciará pessoas também. C.S Lewis nunca citou o nome de Deus em suas obras fictícias(As crônicas de Nárnia) e vejam só a influência cristã que essas obras exercem até hoje.

“Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor e não aos homens” (Colossenses 3.23).

Abraços,

Por Weslane Oliveira

Face: Weslane Oliveira

Twitter: Weslane Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *