Os dois devedores – Parábola de Jesus

Tempo de leitura: 3 minutos

Os dois devedoresCerta vez Jesus foi convidado para jantar na casa de Simão, um fariseu. Ao saber disso, uma mulher pecadora foi encontrar-se com Jesus.

Ela trouxe um frasco de alabastro, um perfume caríssimo na época, e derramou o frasco todo aos pés de Jesus. E a mulher chorando, molhou os pés de Jesus e enxugou-os com seu cabelo e depois o beijou.

Você Quer Ler e Entender a Bíblia e ficar mais próximo de Deus?

Insira o seu melhor email abaixo e receba GRÁTIS um livro digital com dicas que vão te ensinar hoje, tudo passo-a-passo!

Mas isso nada agradou a Simão: “Se este homem fosse profeta, saberia quem nele está tocando e que tipo de mulher ela é: uma pecadora”, disse.

Então Jesus contou-lhes esta parábola sobre os dois devedores:

“Dois homens deviam a certo credor. Um lhe devia quinhentos denários e o outro, cinquenta. Nenhum dos dois tinha com que lhe pagar, por isso perdoou a dívida a ambos. Qual deles o amará mais?” Simão respondeu: “Suponho que aquele a quem foi perdoada a dívida maior”. “Você julgou bem”, disse Jesus. (Lucas 7:41-43)

A parábola da graça. A graça é o favor que não merecemos. O credor não se importou com o tamanho da dívida, antes ele perdoou ambas. Independente da situação, a graça permaneceu a mesma.

Nessa parábola Jesus faz uma figura a situação que estava acontecendo. Note: O credor é Jesus, o que devia cinquenta denários é Simão e o que devia quinhentos denários é a pecadora. Jesus perdoou ambos. A mulher o amou mais, e ela foi mais perdoada.

Após essa parábola Jesus declara que os pecados da mulher estão perdoados, não pelo ato de sacrifício que ela fez, mas por causa da graça. Ela sabia que estava sendo perdoada, por isso ela se entregou.

Assim acontece conosco, nós somos os pecadores da história, esquecidos, desnorteados, mas Jesus nos resgatou pela graça. Será que podíamos pagar nossas dívidas?

Com seu precioso sangue ele pagou, todos os nossos pecados ele perdoou. Será que em algum momento merecemos isso? Não, mas pela graça foi possível.

Muitos querem merecer a graça, realizam grandes obras, se dedicam ao máximo ao serviço do Reino, e depois pedem a graça. Mas a graça é de graça! Não merecemos e da mesma forma nunca poderemos pagar, somos falhos, somos pequeninos perante Deus. Mas ainda pela graça ele nos deu muitas coisas.

Deus nos deu o perdão dos pecados. “Mas, onde aumentou o pecado, a graça de Deus aumentou muito mais ainda.” (Romanos 5.20). Os pecados mais sujos ele perdoou pela graça.

Deus nos deu a salvação: “Pois pela graça de Deus vocês são salvos por meio da fé. Isso não vem de vocês, mas é um presente dado por Deus”(Efésios 2.8).

Não há salvação por obras, por merecimento, mas pela graça.

Deus nos deu a vida eterna. “E o que o próprio Cristo prometeu dar a todos nós foi isto: a vida eterna.” (1 João 2.25). Ao entregar seu Filho para morrer por nós, pecadores, ele nos deu o direito de vida eterna com Ele.

Então, “Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou portodos nós, como não nos dará com ele, e de graça, todas as coisas?”. Tudo temos do Pai pela graça, não merecemos mas Ele deu, amor maior no mundo não encontraremos!

E agora, faremos como a mulher, nos entregaremos por completo, e adoraremos verdadeiramente, ou seremos como Simão, incomodados com essa situação?

O que você acha dessa Parábola de Jesus sobre Os dois devedores? Deixe seu comentário!

Grande abraço, Deus abençoe!
Recebe Braga

P.s: Veja aqui a lista completa com Todas as Parábolas de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *